A ampliação do horário de funcionamento dos bares e restaurantes de Belo Horizonte será debatida na tarde desta quarta-feira (9). O prefeito Alexandre Kalil (PSD) se reúne com o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 para discutir a atual situação da pandemia na capital.

O encontro, marcado para as 16h, poderá definir o avanço ou recuo nas medidas de combate à doença, incluindo a adoção da proposta apresentada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que quer a ampliação do funcionamento dos estabelecimentos.

Pelo projeto apresentado pela entidade na semana passada, os comerciantes do setor passariam a abrir todos os dias, das 11h às 22h. Atualmente, esses comércios funcionam de segunda a sábado, de 11h às 19h - período que, segundo a Abrasel, é prejudicial aos comerciantes que funcionam apenas na parte da noite.

"Conversei com Jackson (Machado, secretário municipal de Saúde de BH) na segunda-feira passada e ele me disse que gostou da nossa proposta. Apesar disso, já se passaram 10 dias e a proposta que ele gostou nós não tivemos retorno. Então, não dá para ter expectativa sobre a reunião de hoje", afirmou Matheus Daniel, presidente da Abrasel.

Procurada, a PBH apenas informou, em nota, que será discutido no encontro "o cenário da pandemia e o avanço ou o recuo no processo de retomada das atividades econômicas".

Leia mais:
Cidadãos reclamam de suspensão de atendimento no UAI da Praça Sete, em BH; veja fotos
Inflação para famílias com renda mais baixa é maior que a oficial
Enem: ministro da Educação diz que não vai ter acesso prévio a provas