O prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil informou, nesta quarta-feira (22), que irá transferir o seu gabinete para o Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), no bairro Buritis, nesta quinta-feira (23) e também na sexta (24), quando é prevista uma tempestade ainda mais severa do que a do último domingo (19)

No loca, foi montada uma força-tarefa que une diversos órgãos da administração municipal e do Estado para monitorar a evolução climática dos próximos dias e, atuar, caso seja necessário. 

"O objetivo é canalizar e mobilizar todos os órgãos na prevenção e eventual resposta ao desastre previsto. Desta forma, todos estaremos em alerta e prontos para agir. Estão envolvidos órgãos como a Sudecap, Assistência Social, Guarda Municipal, a Urbel,  Defesa Civil bombeiros, Polícia Militar, Gasmig, entre outros", detalha o subsecretário de Proteção e Defesa Civil de Belo Horizonte coronel Waldir Figueiredo Vieira.  

Já a Defesa Civil estadual informou que vai criar um plano metropolitana de enfrentamento ao período chuvoso, com foco para as chuvas previstas para estas quinta e sexta-feiras. Para isso, o órgão convocou uma reunião com todos os coordenadores municipais de Defesa Civil da Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

Leia mais:

Atingidos pela chuva querem emissão gratuita dos documentos perdidos, bolsa emergencial e dignidade
BH decreta situação de emergência por causa da chuva; governo federal emite alerta para Minas