Belo Horizonte deve ganhar, ainda nesta semana, mais 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento de pacientes com Covid-19, segundo o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, em entrevista à rádio Itatiaia nesta segunda-feira (11).

"Essa semana estamos com a perspectiva de abrir pelo menos 40 novos leitos de UTI na cidade em vários hospitais", garantiu o secretário.

Na capital mineira, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), destinados a pacientes com Covid-19, atingiu nível recorde nesta segunda-feira (11). Segundo dados do boletim epidemiológico, 86,5% das vagas já estão ocupadas em hospitais públicos e privados de BH. É o maior índice desde agosto, quando a prefeitura passou a adotar a atual medição, que inclui unidades de saúde da rede SUS e suplementar. 

O indicador está em alerta vermelho, o mais preocupante. E os outros dois indicadores – internações nas enfermarias (66,1) e taxa de transmissão do vírus (1,04) – estão em alerta amarelo.

O Rt e a ocupação de leitos foram os indicadores considerados pela PBH para tomar a decisão de fechar as atividades consideradas não essenciais. 

O informe traz ainda a confirmação de 70.223 infectados e 1.956 mortes.