BH tem aumento em taxas de ocupação de UTI e enfermaria; vacinados com 1º dose passam de 2 milhões

Marina Proton
mproton@hojeemdia.com.br
06/10/2021 às 17:41.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:00

A taxa de ocupação dos leitos de enfermaria exclusivos para Covid-19 segue em avanço em Belo Horizonte com o registro de um novo aumento. Segundo dados atualizados pelo boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) nesta quarta-feira (6), o índice, que estava em 33,3% na terça (5), subiu para 40,5%. 

No caso das vagas reservadas para esses pacientes em UTIs, o registro também foi de aumento, subindo de 42,4% para 44,3% nesta quarta. No entanto, ambos ainda seguem no nível verde do gráfico de monitoramento da pandemia na capital. 

Em contrapartida, o número médio de transmissão por infectado, conhecido como RT, registrou queda pelo segundo dia consecutivo, saindo de 1,03 para 1. Ou seja, próximo à faixa verde do gráfico, mas ainda em estado de alerta. 

Na prática, o RT em 1 significa que 100 pessoas infectadas pelo coronavírus podem transmitir a doença para outras 100. 

Óbitos e casos

Na capital, 22 novos óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, elevando para 6.798 o número de vidas perdidas para a doença desde o início da pandemia. 

Já em relação aos casos da enfermidade, foram 262 confirmados em um dia. Ao todo, 284.750 pessoas foram contaminadas pelo vírus em BH. Destes, 1.831 seguem em acompanhamento pela Secretaria Municipal de Saúde.

Vacinação

Até a tarde desta quarta, mais de 2 milhões de pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Belo Horizonte. Desse grupo, 1,3 milhão completaram o esquema vacinal. Outras 59.267 doses únicas da Janssen foram administradas. Já a terceira dose foi aplicada em 40.642  moradores.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por