Após a localização e identificação das dez vítimas da queda de uma rocha sobre quatro lanchas em Capitólio, no Sul de Minas, o Corpo de Bombeiros anunciou o fim dos trabalhos da corporação na ocorrência nesta terça-feira (11).

Em nota, os militares explicam que, além do trabalho com as vítimas, houve ainda ações para recuperação de objetos que podem ser usados na investigação. A ação dos bombeiros foi finalizada "após reunião com os demais órgãos envolvidos e a confirmação de que não há, até o presente momento, novas demandas relacionadas para a Corporação no caso".

No sábado (8), o desprendimento de uma rocha no Lago de Furnas deixou dezenas de feridos, além dos dez mortos. Desde então, militares fizeram operações de busca e salvamento na região do Mirante dos Cânions. 

"O CBMMG continuará a disposição dos órgãos de investigação caso haja necessidade de algum tipo de diligência complementar que necessite do apoio em ações de busca", finalizou a corporação.

Leia mais:
Sobe para 19 o número de mortes em decorrência das chuvas em Minas
'A qualquer sinal, saia de casa', alerta Kalil sobre risco geológico alto em BH