O Corpo de Bombeiros encontrou, na manhã desta sexta-feira (5) mais um corpo na área do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

Segundo a corporação, os restos mortais estavam a cinco metros de profundidade no local conhecido como Remanso 2, que fica abaixo da área administrativa da mina Córrego do Feijão. A área fica ao lado da Remanso 1, onde outro corpo foi encontrado nesta quinta-feira (4) e identificado pela Polícia Civil como Carlos Roberto Pereira, de 61 anos.

O corpo da vítima foi encontrado incompleto, com cabeça e membros superiores e parte da arcada dentária, condição importante para ajudar na identificação. 

Ainda conforme a corporação, não foi possível identificar sexo ou idade aparente da vítima, que foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte, onde serão feitos os exames de identificação.

As buscas pela tragédia de Brumadinho, que já deixou 247 mortos e 22 desaparecidos, entraram no 162° dia nesta sexta-feira (5). 149 militares se dividem em 24 frentes de trabalho e o auxilia de 120 máquinas.

O rompimento ocorreu no início da tarde de 25 de janeiro na mina Córrego Feijão. A Vale informou sobre o acidente à Secretaria do Estado de Meio Ambiente às 13h37. Os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia, inclusive um refeitório, e parte da comunidade da Vila Ferteco.

Leia mais:
Polícia Civil identifica homem de 50 anos encontrado em Brumadinho
Justiça mantém bloqueio de R$ 5 bilhões da Vale para reparações ao meio ambiente após tragédia
Bombeiros acreditam em celeridade para encontrar mais corpos em Brumadinho com estratégia de buscas