Um crânio com a coluna cervical foi encontrado neste domingo (3), enterrado em meio aos rejeitos de minério, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A informação foi divulgada pelo Corpo de Bombeiros, que realizou a remoção do fragmento de corpo e já o encaminhou à Polícia Civil (PC), que trabalhará agora para tentar identificar a vítima. Até agora já foram encontrados restos mortais de 252 vítimas; outras 18 pessoas seguem desaparecidas. 

Ainda de acordo com os bombeiros, o encontro do segmento torácico aconteceu por volta das 12h na área do Remanso 03, lado esquerdo da região atingida pelo rompimento da barragem da mineradora Vale, ocorrido no dia 25 de janeiro deste ano. 

CORPO BRUMADINHO
O segmento corpóreo foi localizado por volta das 12h na área conhecida como Remanso 03

"Como no momento da localização foi detectado que parte do segmento ainda se encontra enterrado no rejeito, foi solicitado o apoio da perícia para dar continuidade aos trabalhos e retirar por completo o segmento de uma forma que facilite a posterior identificação, trabalho este que está sendo realizado no momento", diz a nota divulgada pela corporação. 

Como o estado de decomposição do segmento de corpo já era bastante avançado, e por o corpo estar incompleto, não foi possível até o momento identificar qual o sexo da vítima ou qualquer outro detalhe. Além disso, por se tratar um fragmento, também não é possível afirmar se a localização culminará na identificação de uma nova vítima, já que existe a possibilidade desta vítima já ter sido identificada após o encontro de outro segmento. 

Procurada, a PC informou que informou o rabecão já foi acionado e o corpo será levado para o Instituto Médico-Legal (IML) a fim de que seja identificado.

Trabalho

Neste domingo, trabalhavam em Brumadinho um efetivo de 100 bombeiros militares, um drone, dois cães farejadores e 147 maquinários distribuídos em 20 frentes de trabalho diferente. 

"Mais uma vez, o meticuloso e integrado trabalho das equipes do Corpo de Bombeiros foi responsável pela localização em uma operação que, em 283 dias ininterruptos, já localizou mais de 800 corpos e segmento corpóreos, sendo todas as recuperações feitas em missões individualizadas e específicas para cada segmento ou corpo encontrado", conclui a corporação.

Leia mais:
Entidades querem que auxílio emergencial não seja contabilizado como renda para atingidos
Promotores de Justiça e representantes de órgãos ambientais visitam mina em Brumadinho
Vale é condenada a pagar R$ 1,5 milhão a família de trabalhador morto em Brumadinho
Corpo encontrado em Brumadinho é identificado; 18 vítimas estão desaparecidas