O Corpo de Bombeiros retomou na manhã desta segunda-feira (25) as buscas pelo padre Paulo Roberto Marques, que desapareceu após se afogar na cachoeira das Lavadeiras, em Curimataí, distrito de Buenópolis, na região Central do Estado, neste domingo (24). A vítima é vigário paroquial da Catedral Metropolitana de Montes Claros, no Norte de Minas.

Em comunicado divulgado à imprensa, o arcebispo metropolitano de Montes Claros, dom João Justino, confirmou a morte de Paulo Roberto e disse que o corpo será encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Curvelo assim que for localizado pelos bombeiros. O sepultamento está previsto para ocorrer em Bocaiúva, também no Norte, após velório e missa de exéquias, em data e horário ainda a serem confirmados. 

Ainda conforme dom Justino, o padre estava com a família tirando alguns dias de descanso quando o acidente aconteceu.

Veja a nota da arcebispo de Montes Claros:

Com enorme tristeza comunico o falecimento do Pe. Paulo Roberto Marques, vigário paroquial da Catedral Metropolitana de Montes Claros, ocorrido ao final da tarde de hoje em Curimataí, distrito de Buenópolis. Ele estava com sua família passando uns dias de descanso. Bombeiros farão a busca do corpo nas águas da cachoeira quando amanhecer. Encontrado o corpo, será levado ao IML de Curvelo. O sepultamento será em Bocaiúva, após velório e missa de exéquias. Os horários serão comunicados tão logo tanhamos como fazê-lo. 

Pedimos as orações de todos, especialmente pelos pais e irmão do Pe. Paulo. Nesse momento, reforcemos nossa comunhão e cultivemos as boas recordações desse irmão que amou a Cristo e serviu a Igreja”.

Leia mais:

Mulher morre em acidente entre moto aquática e lancha no Lago de Furnas, no Sul de Minas
BH já tem um caso de Covid-19 para cada 30 moradores
Segundo dia do Enem em Minas tem abstenção recorde de 57,8%, maior que a média nacional