A chegada do mês de outubro traz também a campanha mundialmente conhecida como Outubro Rosa, que visa conscientizar mulheres, há mais de 30 anos, sobre a importância do diagnóstico precoce, prevenção e tratamento do câncer de mama. A doença, que é a neoplasia mais comum em mulheres no Brasil, segundo o Intituro Nacional do Câncer, tem chances de cura de 95% quando descoberta no estágio inicial, de acordo com o mastologista Omar Filogônio Macedo.

Para o médico, é muito importante chamar a atenção para a data, mas não se pode esquecer que todo dia é dia de reforçar a necessidade do exame preventivo para a detecção precoce do problema. “A principal arma para prevenção é a mamografia. Toda mulher acima de 40 anos dever realizar a mamografia anualmente. Caso a mulher tenha parentes de primeiro grau (mãe, irmã e filha) diagnosticadas com a doença, sejam portadoras de doenças genéticas, ou ainda seja uma paciente que recebeu altas doses de radiação no tórax, deve fazer a mamografia a partir de 30 anos”, alerta.

Omar Filogônio

Para o médico, é muito importante chamar a atenção para a data, mas não se pode esquecer que todo dia é dia de reforçar a necessidade do exame preventivo para a detecção precoce do problema.

Além de detectar precocemente, o médico avalia que alguns fatores de risco devem ser eliminados das rotinas das mulheres como forma de prevenir a doença, entre eles estão o tabagismo e o álcool, tendo em vista, que a maioria dos cânceres de mama não são de origem genética. Ele também fala sobre os bons hábitos como forma de prevenção.

“Apesar de a mamografia ser a melhor maneira de diagnosticar e rastrear rapidamente o câncer, manter peso adequado, fazer atividades físicas, evitar álcool e tabagismo, além de preferir uma boa alimentação podem ser hábitos saudáveis que ajudam a evitar o câncer, como já comprovado cientificamente”, diz.

Boa alimentação é aliada poderosa

Para a coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade Kennedy, Natália de Carvalho Teixeira, uma dieta balanceada com muitas frutas, verduras, legumes e grãos, formando um prato bastante colorido, pode ajudar a prevenir doenças, inclusive o câncer de mama.

“ Boa parte das pessoas só percebe a importância dos bons hábitos alimentares quando aparece alguma doença, mas elas podem ser nossas aliadas antes das doenças se instalarem”, afirma a nutricionista.

A seguir, Natália separa dicas de alimentos que ajudam a prevenir o câncer de mama.

Frutas cítricas

A vitamina C, presente em frutas com abacaxi, acerola, maracujá, laranja, limão e tangerina, é um antioxidante reconhecido, o que reforça a necessidade do consumo diário de frutas cítricas para auxiliar o corpo a prevenir o câncer de mama e outros tumores.

Frutas vermelhas

Frutas vermelhas, como framboesa e amora, contêm fitonutrientes anticancerígenos chamados antocianinas que retardam o crescimento de células malignas e evitam a formação de vasos sanguíneos, que podem alimentar um tumor.

Grãos integrais, castanhas e outras oleaginosas

As castanhas em geral ( amêndoas, amendoim, avelãs, castanha-de-caju, castanha-do-pará e nozes), são fontes de vitamina E, que também apresenta ação antioxidante. Ela atua em conjunto com a vitamina C, aumentando o combate aos danos causados pelos radicais livres.
Brócolis e outros vegetais de folhas verde-escuras.

Por meio do estímulo das enzimas do corpo, o sulforano, presente nos brócolis, elimina substâncias que podem originar células cancerígenas no corpo.

Uva

Estudos já mostraram que flavonóides, presentes na uva, podem retardar o crescimento de células malignas no organismo.

Especiarias

Especiarias, como pimenta preta, cúrcuma e curry, podem atuar na diminuição do aparecimento de células cancerígenas, sem danificar as células saudáveis da mama.

Leia Mais:
Betim convoca adolescentes de 13 anos para a primeira dose contra a Covid-19 nesta sexta-feira
Prefeitura de BH repassa mais R$ 6 milhões para estudo da vacina SpiN-TEC na UFMG
Hepatite, Pólio, Gripe: BH convoca pais a atualizarem cartão de vacina dos filhos de até 15 anos