BH repassa mais R$ 6 milhões para estudo da vacina SpiN-TEC na UFMG

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
30/09/2021 às 20:44.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:58
 (Marcílio Lana/UFMG)

(Marcílio Lana/UFMG)

Cerca de R$ 6 milhões foram repassados pela Prefeitura de Belo Horizonte para a UFMG nesta quinta-feira (30), com o objetivo de financiar os estudos da vacina SpiN-TEC, produzida pela universidade contra a Covid-19. Essa é a quarta parcela enviada pelo município, totalizando R$ 24 milhões que saíram do Tesouro Municipal.

Em maio deste ano, a PBH e a UFMG assinaram um acordo de R$ 30 milhões, que garante o financiamento dos estudos da vacina nas fases clínicas 1 e 2. Nessas etapas, adultos saudáveis sem exposição prévia à Covid-19 serão testados ainda em 2021, de acordo com o município. A testagem é requisito para a realização da fase 3 e a aprovação da vacina junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O recurso repassado pela prefeitura será aplicado em todo o processo de estudo da UFMG. Despezas como experimentos com animais, compra de reagentes, produção de lotes para teste na Anvisa e o pedido de aprovação do imunizante estão dentro do orçamento, além dos testes pré-clínicos e as duas etapas de ensaio.

O estudo realizado pela UFMG engloba as seguintes etapas: 

  • Produção e formulação das vacinas
  • Contratação da empresa para supervisão dos processos do estudo
  • Testes de segurança pré-clínicos
  • Aprovação na Anvisa
  • Testes clínicos fase I e II
Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por