Caminhoneiros protestam na manhã desta terça-feira (2), na MG-424, em Vespasiano, próximo ao Centro de Treinamento do Atlético, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os veículos formam filas e ocupam os canteiros nos dois lados da via. A categoria manifesta contra o aumento do preço dos combustíveis, em especial do óleo diesel, que foi anunciado pela Petrobras na segunda (1º).

A partir desta terça, a gasolina ficará 4,8% mais cara, ou seja, R$ 0,12 por litro. O óleo diesel terá um aumento de 5%: R$ 0,13 por litro. Com o reajuste, o preço para as distribuidoras passará a ser de R$ 2,71 por litro. Segundo a Petrobras, os preços são baseados no valor do produto no mercado internacional e na taxa de câmbio.

Desde ontem, após o anúncio, os caminhoneiros sinalizavam uma possível paralisação. Na semana passada, os transportadores de combustíveis de Minas, os tanqueiros, fizeram uma paralisação que desabasteceu postos no Estado. Eles anunciaram o fim da greve na última sexta (26), após o governo anunciar que criará um grupo para discutir as reinvidicações da categoria.  

Leia mais:
Gasolina sobe 18% em 4 meses e beira R$ 6 em BH; etanol está prestes a deixar de ser vantajoso
Reabastecimento em postos de combustíveis é gradativo e deve demorar mais no interior
Gás de cozinha tem novo reajuste e variação de preços chega a 45,85% na Grande BH