O cartunista mineiro Ernani Diniz Lucas, conhecido como Nani, faleceu nesta sexta-feira (8), aos 70 anos, em Belo Horizonte. De acordo com a família, ele estava internado há uma semana com Covid-19 e não resistiu à doença.

Nascido em Esmeraldas, na região metropolitana, Nani começou a carreira na capital em 1971, publicando charges em O Diário. Em 1973 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde colaborou com jornais e revistas como O Pasquim, Jornal dos Sports, MAD, O Dia, Tribuna da Imprensa e Última Hora. Na televisão, foi chargista do Jornal da Globo.

Nani publicou diversos livros com cartuns, charges e tiras. O artista também trabalhou em obras com conteúdo voltado para crianças e como roteirista para programas de humor na televisão.

Ainda não há informações sobre o sepultamento.

Leia mais:
Nobel da Paz vai para jornalistas Maria Ressa e Dmitry Muratov
Defesa Civil e Inmet alertam para tempo nublado e pancadas de chuva em BH no feriado prolongado