Um casal foragido desde 2012 foi preso na última segunda-feira (19) em Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Civil, eles são suspeitos de diversos homicídios motivados pelo tráfico de drogas em Governador Valadares, no Leste de Minas, e João Monlevade, na região Central do Estado. 

A mulher tinha cinco ordens judiciais em aberto e é suspeita de ser mandante de, ao menos, dez assassinatos. O marido dela, com três mandados em aberto, é apontado como líder do tráfico de drogas em João Monlevade. 

A PC informou que algumas mortes tiveram requintes de crueldade. Em um dos casos apurados, a mulher é suspeita de esquartejar uma vítima e enterrar partes do corpo em uma cova rasa. Por esse crime, seria condenada a 43 anos de prisão. 

As apurações indicam que o casal levava uma vida aparentemente normal. Moravam na região do Citrolândia, em Betim, na Grande BH, e trabalhavam informalmente e sem fornecer documentos de identificação. 

A investigação foi realizada pela  5ª Delegacia de Polícia Civil de Betim. 

Leia mais:

Ex-prefeito de Entre Rios de Minas, esposa e motorista morrem em acidente na BR-040, em Itabirito
Arrecadação federal chega a mais de R$ 137,1 bilhões em junho
Integrantes do Boca Juniors tiveram que pagar fiança de R$ 3 mil para serem liberados da delegacia