A prefeitura de Montes Claros, no Norte de Minas, informou que o caso do estudante de medicina de 21 anos que apresentou sintomas de coronavírus, após retornar de uma viagem à Itália, foi descartado para a doença. Ele estava internado no Hospital Universitário Clemente de Faria e recebeu alta. 

No entanto, outro morador do município, que tem 18 anos e também retornou do país europeu, segue sendo investigado pelo município. Ele ficou internado no hospital desde que voltou de viagem no último dia 17, quando apresentou sintomas leves de uma infecção respiratória. O jovem passou pelos aeroportos de Roma, Turim e Milão.

Amostras laboratoriais já foram coletadas e enviadas à Fundação Ezequiel Dias (Funed) para análise. Por se enquadrar nos critérios da doença, o hospital notificou a suspeita para coronavírus, e o paciente foi liberado para isolamento domiciliar. O caso está sendo acompanhado pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde. 

Com isso, Minas já tem 10 casos com sinas da doença sendo monitorados, sendo que, até então, somente dois entraram na lista da Secretaria Estadual de Saúde de suspeitos e são investigados pelo Ministério da Saúde. O balanço da SES deve ser atualizado ainda nesta quinta-feira (27). 

Leia mais:

Medo do coronavírus muda até celebrações na Quaresma; Arquidiocese pede a fiéis que evitem contato
Viagem cancelada por causa do coronavírus não pode ter multa, alerta Procon Minas