Só até 10h30 desta sexta-feira (24) já são mais de 10 deslizamentos de terra, desbarrancamentos e desmoronamentos em Belo Horizonte e região metropolitana. As ocorrências são resultado da chuva contínua, que estabeleceu um novo recorde na capital. Há 42 anos, não chove tanto como entre essa quinta e sexta. 

Diferente do temporal do último domingo (19), que durou cerca de uma hora e causou diversos estragos, a precipitação, apesar de fina, mantém o solo constantemente encharcado, favorecendo as ocorrências, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

Em Betim, no bairro Guanabara, parte de um barranco caiu sobre uma casa, que desabou. Não houve vítimas. Já no condomínio Arvoredo, no bairro Novo Amazonas, um barranco desabou e levou parte do pátio de um depósito de material de construção. De acordo com a Defesa Civil da cidade, apesar do susto, não houve feridos. Veja o vídeo:

Em Contagem, uma casa desmoronou no bairro Santa Maria e, além dos bombeiros, a Cemig também foi acionada porque um poste de iluminação veio abaixo. Não há relatos sobre vítimas. 

Já na marginal do Anel Rodoviário, no sentido Rio de Janeiro, altura do bairro São Francisco, na região da Pampulha, houve uma queda de barreira, causando a interdição da via nos dois sentidos. 

No bairro Dom Bosco, também na capital, um barranco cedeu e atingiu três casas da avenida Ivaí com rua Andrelândia, atrás da igreja Dom Bosco. Não houve feridos, mas os  Bombeiros tiraram quatro idosos do local por segurança. A região foi isolada até a chegada da Defesa Civil. 

Em Sete Lagoas, há, ainda, um talude com risco de deslizamento sobre uma casa, na avenida João VI, no bairro Progresso. E em Nova Lima, um barranco cedeu perto de uma casa no bairro Paulo Gaetaini e está pressionando as paredes da casa, segundo os bombeiros, que já realizam uma vistoria no local. 

Em Sabará, parte de um barranco caiu na rua Vila Nova, perto da MG-05 e há outra risco da outra parte do barranco desabar. 

Maior parte das ocorrências acontece em Ibirité

A cidade de Ibirité concentra o maior número de ocorrências de deslizamentos e desbarrancamentos nesta manhã. No bairro Palmares, o deslizamento de um talude bloqueou os acessos de uma casa na rua Teófilo Otoni. Três pessoas ficaram presas dentro do imóvel, incluindo uma criança de 1 ano. A estrutura da residência não foi abalada e os bombeiros já retiraram as vítimas do local, mas ainda há riscos.

Já no bairro Durval de Barros, mais um deslizamento de talude deixou quatro pessoas presas em uma casa após parte de um barranco ceder e a terra bloquear os acessos. Ninguém se feriu.

Perto dali, nova ocorrência atingiu outras duas residências no Beco Flor de Liz, que não chegaram a desabar. Ainda em Ibirité, na rua Laranjeira com Higianópolis, no bairro Piratininga, uma casa caiu completamente abaixo de uma encosta, após um desmoronamento. Felizmente, não havia ninguém no imóvel.  

Além disso, um muro caiu e um barranco está cedendo em direção a uma residência na rua Áurea Lemos, novamente no bairro Durval de Barros. Até o momento, duas casas já foram atingidas. Vários moradores de casas nesta rua tiveram que abandonar as suas casas por segurança. 

No bairro Jardim das Rosas, uma mulher ficou ferida após um desabamento e foi encaminhada para o hospital de Ibirité. E também há relato de três vítimas soterradas na Vila Ideal, conforme dão conta as primeiras informações. 

Vazamento de gás e risco de explosão

Um barranco desmoronou e atingiu a tubulação de gás de um complexo industrial na avenida Solferina Ricci Pace, no Barreiro, em BH, causando vazamento de gás. Todas as edificações do complexo já foram evacuadas devido ao rico de explosão. Os bombeiros orientaram e fecharam o registro da central de distribuição de gás e isolaram o local. Não há registro de vítimas. 

Sinais de que deslizamentos podem acontecer:

- Trinca nas paredes
- Água empoçando no quintal
- Portas e janelas emperrando
- Rachaduras no solo
- Água minando da base do barranco
- Inclinação de poste ou árvores

Leia mais:

Três mil pessoas vivem em locais com risco de desabamento e deslizamento em BH
Chuvas ameaçam mais de mil casas em Belo Horizonte