Pela segunda vez em novembro a Defesa Civil de Belo Horizonte precisou acionar o protocolo de fechamento da avenida Vilarinho, na região de Venda Nova, devido ao risco de inundação. A via foi fechada por volta das 14h30 desta segunda-feira (18) após uma forte chuva atingir a capital mineira, mas acabou liberada cerca de uma hora depois, após o risco de inundação ser descartado.

Além disso, a trincheira Ayrton Senna, na avenida Cristiano Machado, também precisou ser fechada por dar acesso à Vilarinho. O fechamento de via conta ainda com a parceria com o aplicativo Waze, que atualiza o GPS dos motoristas em tempo real com a proibição do tráfego. Desde a manhã desta segunda o órgão já vem alertando para o risco de pancadas de chuva atingirem BH. A previsão era de chuva acompanhada de raios e rajadas de vento em torno de 50 km/h até 8h de terça-feira (19).

WhatsApp Image 2019-11-18 at 16.10.03 (6).jpeg
Interdição durou cerca de 1h, até que o risco de inundação da avenida foi descartado pela Defesa Civil

Por isso, o órgão pediu que a população evite trafegar pela região. A via está interditada entre a rua das Melancias e Malibu. Também por conta do risco de transbordamento do córrego Vilarinho, foi aconselhado não transitar pelas avenidas Maria Vieira Barbosa, Elias Antônio Issa e ruas República Tcheca e Padre Pedro Pinto - entre o cruzamento com a avenida Elias Antônio Issa e a rua Missões. 

Também houve risco nas ruas Antuérpia, Alfredo S. Neves, Seis, Hyldeu S. Figueiredo, Padre Pinto no cruzamento com a Vilarinho.

O primeiro acionamento do protocolo de fechamento aconteceu no dia 1º de novembro, quando um temporal também atingiu a capital mineira. Na ocasião, a avenida Tereza Cristina também foi fechada pela Defesa Civil, mas, felizmente, em nenhum dos dois casos houve alagamento. 

Recomendações

Diante do temporal, a Defesa Civil de BH aproveita para dar algumas dicas para a população evitar acidentes: 

- Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos e próximos aos córregos e ribeirões no momento de forte chuva.⠀

- Não atravesse ruas alagadas ou deixe crianças brincando na enxurrada e nas águas dos córregos.

- Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores.

- Atenção especial em áreas de encostas e morros.

- Jamais se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199).

- Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água avise imediatamente a Defesa Civil (199).

- Em caso de raios: não permaneça em áreas abertas e altas, não use equipamentos elétricos.⠀

Leia mais:
Feriadão da Proclamação da República é o mais violento do ano, com 22 mortes nas estradas de Minas
Semana começa com alerta de tempestade em Belo Horizonte
Após quatro dias de interdição, BR-262 é totalmente liberada

Veja abaixo outras fotos da região da Vilarinho: