Chuvas dão trégua no Norte de Minas, mas Bombeiros seguem empenhados em ajuda humanitária

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
31/12/2021 às 11:49.
Atualizado em 04/01/2022 às 00:16
 (Divulgação/CBMMG)

(Divulgação/CBMMG)

As principais cidades atingidas pelas chuvas no Norte do Estado, como Porteirinha, Salinas, Rio Pardo de Minas, Rubelita e Taiobeiras, não tiveram registro de chuvas nessa quinta-feira (30). Porém, os trabalhos de ajuda humanitária prestados pelo Corpo de Bombeiros continuam, com vistorias em áreas de risco, limpeza das vias, cortes de árvores e atendimento à população.

Segundo o tenente Pedro Aihara, a situação mais preocupante é a de Salinas, onde mais de mil pessoas ficaram desalojadas por conta do grande volume de água que caiu nos últimos dias. “Como não houve chuva nas principais cidades afetadas, isso gerou uma melhora significativa do nível dos rios na região”, disse.  

Há pessoas com dificuldade de acesso às casas em algumas comunidades rurais da região. O apoio aéreo está sendo empenhado, principalmente, no transporte de pacientes para hospitais e na entrega de medicamentos. 

Em Porteirinha, parte dos afetados já estão retornando para as residências onde não há mais risco. Em Rio Pardo de Minas, 39 moradores foram transportados por aeronaves para abrigos, hospitais e casas de familiares.

Um helicóptero dos Bombeiros está realizando o transporte de pacientes que necessitam de atendimento em Salinas. Ontem, um bebê precisou ser transportado para receber assistência médica.

Quartéis do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar estão funcionando como pontos de arrecadação de donativos. A distribuição está sob responsabilidade da Defesa Civil Estadual (CEDEC) e tem sido feita de maneira periódica. Em Montes Claros, os trabalhos foram de recebimento de donativos.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por