As chuvas deste mês já superam a média histórica de janeiro em Belo Horizonte, que é de  329,1 milímetros (mm). Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), só até esse domingo (19), o acumulado foi de 492,1 mm, chegando perto do ano de maior registro de precipitações deste período, em 2004. No primeiro mês daquele ano, o acumulado foi de  502,9 mm e, até o final desta semana, este índice deve ser superado.

A previsão é do meteorologista Cleber Souza. "Não chove assim em janeiro desde 2004", reforça o especialista. Ao longo da semana, mais temporais devem ocorrer, pelo menos até quarta-feira (22). Isso se deve à chamada Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), uma faixa de nebulosidade que ocorre somente no verão e já começa a se formar sobre o Estado. 

Desta forma, a previsão é de muitas chuvas em Minas, principalmente nas regiões Norte e Leste. A ZCAS tem duração de cerca de cinco dias e é responsável pelas tempestades da estação. 

Com a constância da nebulosidade, as temperaturas também caem na capital. A mínima registrada nesta segunda-feira (20) foi 18°C e, a máxima prevista, é de 26°C. 

Leia mais:

Motoristas devem evitar avenidas atingidas por temporal nesta segunda-feira; veja quais
Contagem: chuva deixa pessoas ilhadas e moradores da Vila Barraginha ficam desabrigados
Avenida Teresa Cristina é bloqueada pela nona vez desde outubro; veja vídeo