Circula nos grupos de WhatsApp e nas redes sociais um vídeo do momento em que vítimas do acidente aéreo que deixou três mortos  e três feridos no bairro Caiçara, Noroeste de BH, pediam por socorro. No calor do momento, moradores que tentavam ajudar diziam que não seria recomendado jogar água. Afinal, essa informação é verdadeira?

De acordo com a cirurgiã plástica Kelly Danielle de Araújo, coordenadora do Centro de Queimados do Hospital João XXIII – referência no assunto e para onde os sobreviventes foram encaminhamos –, não é errado jogar água. “A pele fica quente e, às vezes, podem restar alguns componentes químicos na superfície. A água corrente pode ajudar no resfriamento”, esclareceu.

No entanto, a médica orientou que isso não deve ser feito por muito tempo, para evitar uma hipotermia (diminuição excessiva da temperatura normal do corpo), e que esse cuidado seja prestado somente quando as vítimas estiverem fora da cena. “Isso não pode ser feito no local, afinal, ali tem calor. Corre-se o risco de explosão e a fumaça pode intoxicar os órgãos internos”, disse. “Se não tem treinamento, não pode”.

Sobre a prática de enrolar o queimado em algum tecido, a médica explicou que em casos mais simples pode ser recomendado para que a ferida não fique exposta. No entanto, no acidente desta segunda, ela detalhou que o Samu colocou as vítimas envoltas em uma manta térmica para manter a temperatura. Os três chegaram ao HPS entubados.

Acidente

A queda do avião deixou três mortos e três feridos. Antes de cair, a aeronave atingiu a rede elétrica e explodiu. Três carros foram destruídos pelas chamas. Os momentos da decolagem e da queda foram registrados por moradores do Caiçara.

O acidente aconteceu  no cruzamento das ruas Minerva com Rosinha Sigaud, próximo ao Aeroporto Carlos Prates. Os destroços ficaram espalhados na rua e uma densa fumaça escura tomou conta da região.

As três vítimas foram socorridas e levadas para o Hospital de Pronto-Socorro João XIII. Os três corpos foram resgatados e encaminhados para o Instituto Médico Legal de BH.

Queda aviãoClique para ampliar a imagem

Leia mais:
Avião que caiu no Caiçara não possui caixa-preta, o que dificulta investigações
Órgão da FAB avalia destroços de avião para apontar causa de queda em BH
‘Piloto escolheu cair na rua e foi um herói', diz morador que viu queda de aeronave em BH