Alegando "medida de segurança" para os trabalhadores, a prefeitura de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, decretou ponto facultativo nesta sexta-feira (24). O prefeito da cidade, Vittorio Medioli (Podemos), ainda orientou que empresas, indústrias e comércio façam o mesmo, por causa das chuvas previstas para os próximos dias.

Apenas os serviços de urgência e emergência, como Unidades de Pronto-Atendimentos (UPAs) e o Hospital Regional funcionarão normalmente. Tanto os centros de referência como as unidades básicas de saúde estarão fechados. As linhas de ônibus funcionam em horário normal.

Nesta quinta-feira, as chuvas intensas que atingiram a cidade deixaram algumas regiões em alerta, com destaque para a regional Citrolândia. Apesar disso, a Defesa Civil municipal disse não ter havido chamados de alagamentos ou deslizamentos na cidade até o início desta noite.

A Grande Belo Horizonte tem previsão de até 250 mm de chuva até sábado (25). Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, na tarde de sexta (24) Betim pode ter trovoadas e pancadas de chuva, e a população deve ficar atenta, principalmente no período da madrugada.

Por isso, o prefeito sugeriu que empresários liberem os empregados, no máximo, até às 16h de sexta, considerando haver perigo para a segurança da população. "Poderá haver risco de transbordamento em alguns pontos", disse Medioli, afirmando também que a cidade se preparou para este tipo de situação.

Comunicado da Prefeitura de Betim

Um gabinete para ações emergenciais foi montado, articulando secretarias municipais, a Defesa Civil e a Empresa de Construções, Obras, Serviços, Projetos, Transporte e Trânsito (Ecos). A companhia informou que a cidade possui seis pontos críticos para alagamentos, sendo os principais a avenida Cordiline, no bairro Nossa Senhora de Fátima, e o córrego do bairro Icaivera.

Abrigos

Em caso de emergência, moradores podem ligar para o telefone da Defesa Civil (3591-1201 ou 199). Em cada regional, um ponto de apoio foi montado, onde moradores que precisarem podem se abrigar de forma temporária:

  • Cras Bandeirinhas (avenida Fausto Ribeiro da Silva, 576, Bandeirinhas)
  • Escola Municipal Israel José Carlos - CAIC (avenida Nova York, 341, Capelinha)
  • Escola Estadual Cecília Meireles (rua Carajá, Laranjeiras)
  • Antigo prédio da escola Sebastião Ferreira (rua Minas Siderúrgica com avenida Filadélfia, Parque das Indústrias)
  • Escola Municipal Maria Mourici Granieri (rua José Martiniano de Souza, 250, Guanabara)
  • Escola Antônio Tereza (rua Minas Gerais, 170, Senhora das Graças)
  • Cras Alto Boa Vista (rua Ana Neri, 151, Santa Izabel)
  • Escola Municipal Edgar Groot (rua Geraldo José Viêira, 21, Citrolândia)
  • Complexo Esportivo Riccardo Medioli (rua Dulce Brandão, 52, Jardim Brandão)
  • Galpão da rua Ary Barbosa da Silva, ao lado da UBS Vianópolis
  • Escola Municipal Maria Elena da Cunha Braz (rua Eyrussu, 75, Icaivera)
  • Escola Estadual João Guimarães Rosa (avenida Sycaba, 1200, Icaivera)

Leia Mais:
Por causa da chuva, ANM emite alerta para mineradoras reforçarem segurança de barragens em Minas
Defesa Civil de Contagem pede que moradores da Vila Itaú e da Vila Barraginha deixem suas casas
Chuva de fake news: veja o que é verdadeiro ou falso sobre a previsão meteorológica de BH