As buscas por 11 desaparecidos após a ruptura da barragem B1 da Mina Córrego do Feijão, da Vale, ocorrida em 15 de janeiro de 2019, em Brumadinho (Grande BH), serão retomadas na quarta-feira (12), segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. 

Segundo comunicado da corporação, a operação, suspensa em 17 de março em razão da entrada do Estado na chamada Onda Roxa do programa Minas Consciente, de restrições contra a Covid-19, será restabelecida "seguindo os protocolos sanitários em execução desde o ano passado". .

O balanço da tragédia releva que, ao todo, 270 pessoas morreram com a avalanche de lama, das quais 11 ainda não foram encontradas, até o momento.

O Corpo de Bombeiros informou ainda, até a interrupção  das buscas, 3.913 militares já haviam atuado, em sistema de revezamento, nas buscas em Brumadinho. No reinício das atividades, haverá quatro estações na área onde antes funcionava o Terminal de Carga Ferroviária da mineradora.

Leia também:

Estado e prefeitura discutem aplicação de recursos para reparação após tragédia em Brumadinho