A suspeita de contaminação pelo Novo Coronavírus em uma paciente da capital foi descartada de vez. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), a mulher de 35 anos, internada no Hospital Eduardo de Menezes após retornar de uma viagem à China, não atende ao critério que a encaixaria em caso suspeito. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (23), dois dias após a entrada dela na unidade de saúde.

Segundo explicou a SES-MG, a notificação foi retirada porque a pasta teve acesso, nesta quinta, às orientações oficiais do Ministério da Saúde, nas quais constam os critérios para definir um caso como suspeito. A mulher não atendia a tais requisitos.

A paciente foi internada na terça-feira (21) com sintomas respiratórios, compatíveis com doença respiratória viral aguda, conforme explicou a SES-MG. A suspeita veio principalmente da viagem que ela fez para Xangai, na China, desembarcando em BH no dia 18 deste mês.

O país asiático já registrou ao menos 17 mortes e centenas de casos nos últimos dias, o que fez com que o governo chinês isolasse diversas cidades por conta da contaminação. A mulher esteve em um evento internacional em Xangai, no qual manteve contato com pessoas de diversas partes do mundo.

Já na unidade de saúde, a paciente foi isolada e examinada. Amostras de sangue foram colhidas para investigar a possível contaminação e o caso foi notificado. Embora a SES tenha entendido em um primeiro momento que esse seria o primeiro paciente sob suspeita do novo vírus no país, o Ministério da Saúde, desde a notificação das autoridades de saúde mineiras, não considerou tal hipótese.