Após o aumento do número de casos do novo coronavírus, a prefeitura de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, anunciou nesta segunda-feira (8) que vai voltar a fechar o comércio a partir da próxima quarta-feira (10). Apenas serviços essenciais podem abrir as portas.

“A medida é necessária para que as ações de prevenção ao vírus, realizadas desde o início da pandemia, tenham mais resultados. Na semana passada, tomamos a decisão de fechar os shoppings e academias. Se segurarmos mais agora, teremos um grande resultado. Por isso, peço sensibilidade à população. A situação não é de desespero, estamos seguindo a curva de contágio e precisamos segurar para vencer a pandemia. Se cada um fizer o seu papel, a pandemia será superada”, explicou o prefeito Vittorio Medioli. 

A cidade confirmou nesta segunda a 16ª morte por Covid-19 e 252 casos da doença.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Atualização.

Uma publicação compartilhada por Prefeitura de Betim (@prefeiturabetim) em

A flexibilização do isolamento social foi anunciada pelo prefeito em 18 de abril, quando a cidade ainda tinha 9 casos confirmados da doença e nenhuma morte. Antes da reabertura do comércio, que começou no dia 22 do mesmo mês, o uso de máscaras se tornou obrigatório no município.

Os shoppings e academias vão permanecer fechados pelo menos até o dia 18, data em que o Executivo voltará a avaliar a flexibilização. Bares também não podem abrir para evitar aglomerações.

Nas escolas da rede municipal, as aulas também permanecem suspensas até o dia 30. 

Fiscalização

Até o momento, 9.644 estabelecimentos comerciais foram fiscalizados na cidade e 145 foram multados por descumprimento de normas. Outros 528 foram fechados. Além disso, 310 pessoas foram multadas por não usarem máscaras.