Combustível encerra 2021 custando até 66% a mais que o registrado no início do ano

Lucas Sanches
@sanches_07
03/01/2022 às 11:07.
Atualizado em 04/01/2022 às 00:17
 (José Cruz/ Agência Brasil)

(José Cruz/ Agência Brasil)

O preço médio do combustível na Região Metropolitana de Belo Horizonte terminou 2021 até 66% mais caro, quando comparado aos valores registrados no começo do ano. Por outro lado, os últimos levantamentos do ano apontam para recuo pouco acima de 1% na gasolina, e de 4% no etanol. A pesquisa foi publicada nesta segunda-feira (3) pelo site Mercado Mineiro. 

O levantamento foi feito entre 20 e 23 de dezembro de 2021, tendo 145 postos de combustível da Grande BH como base.

O etanol é o que mais chama atenção. O menor preço encontrado foi de R$ 5,157, e o maior foi R$ 5,899, com variação de 14,39% em relação ao levantamento anterior. O preço médio do líquido está 66,7% mais caro na comparação com o começo de 2021.

Entretanto, na comparação com o último levantamento, realizado em novembro, o preço médio desse combustível caiu 4,15%, ou R$ 0,23 - passando de R$ 5,588 para R$ 5,356.

Mesmo com essa redução, "o etanol não é viável para o bolso do consumidor quando comparamos os preços médios, correspondendo a 78% do preço médio da gasolina comum", segundo informa o Mercado Mineiro. Para que ele seja financeiramente interessante ao motorista, a relação de preço com a gasolina não pode superar 70%. 

Gasolina

O maior valor encontrado para a gasolina foi R$ 7,339, e o menor foi R$ 6,687 - variação de 10,65%. Em comparação com os preços pesquisados em novembro, a média baixou de R$ 6,914 para R$ 6,833 - a diferença de R$ 0,08 corresponde a queda de 1,17%. Mesmo assim, o combustível está 46,9% mais caro na comparação com o início do ano passado.

Conforme a pesquisa, o preço médio do diesel caiu apenas 0,14% - passou de R$ 5,41 para R$ 5,40. O menor preço encontrado foi de R$ 5,195, e o maior foi R$ 5,799 - variação de 11,63%. Também na comparação entre o começo de 2021 e 2022, o valor médio do combustível é 40% maior.

A pesquisa completa está disponível no site do Mercado Mineiro.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por