Um terço dos municípios da Grande BH está adiantado em relação ao cronograma da vacinação contra a Covid previsto pelo governo de Minas. Pelo menos 11 cidades da região já imunizam moradores com 39 anos ou menos, o que é esperado pelo Estado apenas em agosto. 

Segundo o calendário, a população de 40 a 54 anos receberá a 1ª dose até o fim de julho. No mês seguinte, os de 25 a 39, em ordem decrescente. A conclusão do esquema deverá acontecer em setembro, com a proteção inicial dos cidadãos de 18 a 24 anos.

Conforme o Hoje em Dia vem mostrando, especialistas avaliam que a vacinação poderia estar ainda mais adiantada, caso um volume maior de imunizantes fosse disponibilizado. Até o momento 8,7 milhões de mineiros foram vacinados. Destes, quase 3 milhões tomaram a segunda dose. E 251 mil receberam a Janssen, administrada em dosagem única.

Em Vespasiano, a aplicação começou para aqueles com 39 anos ontem, o que acontece na vizinha Santa Luzia a partir de hoje. Na sexta-feira passada, foi iniciado o processo para os moradores de 38 anos em São José da Lapa; no sábado, em Mário Campos; e no domingo, em Raposos. A expectativa é que esse público seja protegido ainda nesta semana em Brumadinho e Nova Lima. 

Taquaraçu de Minas já aplica doses na população de 37 anos, algo que também ocorre em Esmeraldas, mas, lá, a vacinação foi suspensa temporariamente por conta da falta de imunizantes. São Joaquim de Bicas vacina 30 anos, enquanto Confins, o mais adiantado dos 34 municípios da região, protege aqueles com 28.

Outras seis cidades estão próximas de avançar na previsão feita para este mês pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Caso da capital, que iniciou a vacinação dos belo-horizontinos de 40 anos nessa segunda. Por outro lado, cinco localidades sequer chegaram à faixa dos 45.

Confira a lista

Brumadinho: 38 anos (na quinta-feira)
Confins: 28 anos
Esmeraldas: 37 anos (vacinação paralisada)
Mário Campos: 38 anos
Nova Lima: 38 anos
Raposos: 38 anos
Santa Luzia: 39 anos
São Joaquim de Bicas: 30 anos
São José da Lapa: 38 anos
Taquaraçu de Minas: 37 anos
Vespasiano: 39 anos

Em recente entrevista, o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, disse que para que as datas sejam cumpridas, há a necessidade do envio de doses pelo Ministério da Saúde dentro do prazo. O gestor destacou que o andamento da campanha pode variar entre os municípios.

Reforço em BH

Mesmo sem ampliar a faixa etária, BH segue aplicando os imunizantes na população. Nesta terça-feira (20), pessoas de grupos já convocados e que ainda não conseguiram se vacinar poderão receber a primeira dose ou completar o esquema vacinal.

A partir desta quarta (21), os trabalhadores da saúde de 37 e 38 anos vão ser contemplados com o reforço. É necessário levar o cartão de vacina, documento de identidade e CPF. Além disso, é preciso ficar atento aos endereços, que mudam diariamente por questões de logística (veja aqui).

Leia mais:
Minas recebe mais 841.960 doses da CoronaVac, Pfizer e AstraZeneca nesta terça-feira
Perdeu o prazo para tomar a vacina contra a Covid em BH? Saiba o que fazer
Reunião entre Kalil e representantes de bares e restaurantes é adiada para terça