Covid-19 avança em BH e ocupação de leitos de enfermaria destinados à doença chega a 73,2%

Clara Mariz
@clara_mariz
03/01/2022 às 19:44.
Atualizado em 04/01/2022 às 00:17
 (Ricardo Wolffenbuttel/Governo de SC Saúde)

(Ricardo Wolffenbuttel/Governo de SC Saúde)

A taxa de ocupação das enfermarias destinadas ao tratamento de Covid-19 em Belo Horizonte está no nível vermelho de alerta. O Boletim Epidemiológico divulgado pela Prefeitura nesta segunda-feira (3) aponta que 73,2% dos leitos disponíveis estão ocupados.

O índice RT, que representa a taxa de transmissão da doença, também aumentou. Ele subiu de 1,17 no boletim da última sexta (31) para 1,18 nesta segunda. O RT aponta que a cada 100 infectados, outras 118 pessoas podem ser contaminadas. O ideal é que ele fique abaixo de um.

O levantamento da PBH também traz informações sobre a taxa de ocupação de leitos de UTI destinados a pacientes com coronavírus. A ocupação está em 60,7%. O índice leva em conta a disponibilidade na Rede SUS e na Rede Suplementar de Saúde de BH.

Até esta segunda (3), a capital mineira já registrou 295.640 casos confirmados da doença, com 1.073 em investigação e 7.093 óbitos.

Vacinação
O boletim atual da Prefeitura afirma que 93% da população acima de 12 anos já completou o esquema vacinal (duas doses da vacina ou dose única). Ao todo, 2.148.491 pessoas já tomaram a primeira dose e 533.145 receebram o reforço.

Ainda nesta segunda, a Secretaria Municipal de Saúde da capital informou que o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis e da Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações, prorrogou a validade do lote do imunizante desenvolvido pela farmacêutica Pfizer.

Os lotes com validade para dezembro de 2021 tiveram a data prorrogada para até 31 de março deste ano.Reprodução / PBH Doença avança em Belo Horizonte

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por