Pela primeira vez desde o rompimento da barragem em Córrego do Feijão, uma homenagem às vítimas de Brumadinho será transmitida pela internet devido à pandemia do novo coronavírus. Nesta quarta-feira (25), completam-se um ano e dois meses que a barragem se rompeu, causando a morte de 270 pessoas, sendo que 11 vítimas ainda estão desaparecidas. Também devido à alta incidência da Covid-19, as buscas pelos corpos em Brumadinho estão interrompidas

Desde janeiro do ano passado, no dia 25 de cada mês, as pessoas que perderam as vidas na lama de Brumadinho são homenageadas no letreiro da cidade, onde se reúnem familiares e a população. Desta vez, somente cinco pessoas da diretoria da Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos pelo Rompimento da Barragem Mina Córrego do Feijão (Avabrum) se reunirão no local para fazer as homenagens, já que um decreto do município impede aglomeração com mais de oito pessoas no período da pandemia. 

A presidente da Avabrum, Josiane Melo, explica a necessidade de não esquecer o que aconteceu em Brumadinho neste momento. 

"Às 12h, vamos ler um texto e soltar 426 balões negros simbolizando o número de dias que estamos de luto e que lutamos para que o crime não seja esquecido. E depois falamos os nomes das 272 vítimas. Primeiramente, das 62 mulheres, lembrando que março ainda é o mês da mulher e, depois, dos homens que morreram. Em seguida, soltaremos 272 balões brancos lembrando a vida das pessoas que se foram, que eram alegres, esforçadas e determinadas. É uma homenagem singela neste momento, mas necessária para que esse crime não seja esquecido em meio à pandemia e que a Justiça seja feita", conta. 

Apesar de o Corpo de Bombeiros considerar o número de vítimas como 270, a associação contabiliza 272 mortes, uma vez que, duas das mulheres que morreram com o rompimento da barragem estavam grávidas. Uma delas é a engenheira civil Eliane de Oliveira Mello, de 39 anos, irmã de Josiane, e que levava a sua filha Maria Elisa Melo na barriga, aos 5 meses de gestação, quando teve a sua vida interrompida pela lama. 

A homenagem será transmitida pelo Facebook da Avabrum, ao meio-dia. Antes disso, às 9h, a Arquidiocese de Belo Horizonte celebrou uma missa de homenagem às vítimas e familiares, transmitida pela TV Horizonte

Buscas interrompidas

As buscas pelos corpos em Brumadinho foram interrompidas no último sábado (21), após publicação no Diário Oficial de Minas Gerais, como medida de prevenção ao novo coronavírus. A operação só será retomada após constatação de inexistência de novos casos de contágio local ou comunitário da doença no Estado. Enquanto isso, 11 famílias continuam impossibilitadas de se despedir e enterrar os corpos de seus entes queridos. 

Leia mais:
Vacina contra gripe agora pode ser agendada: saiba como marcar horário para idosos em BH
Número de casos confirmados de Covid-19 deve subir em Minas com chegada de kits para exames