A Praça Sete, um dos pontos mais tradicionais de Belo Horizonte e por onde circulam milhares de pessoas todos os dias, vai ser interditada com grades a partir  do próximo sábado (27). O plano de restrição é mais uma medida implantada na capital para conter o avanço do coronavírus.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta quarta-feira (24), há 135.433 casos confirmados e 3.055 mortes pelo coronavírus. No geral, considerando a oferta de leitos no SUS e na rede suplementar, o município tem uma ocupação de 105,9% de leitos de UTI.

Segundo a prefeitura, os quarteirões fechados seguirão isolados até a redução dos números relacionados à pandemia na cidade. As grades serão instaladas nos quarteirões fechados. O trânsito de pedestres só será liberado nas avenidas Amazonas e Afonso Pena. Além disso, o estacionamento de veículos será proibido nas ruas do entorno do “pirulito”. O bloqueio será feito pela Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans).

A Prefeitura de Belo Horizonte informou que a fiscalização do cumprimento das medidas para evitar aglomerações será realizada pela Guarda Municipal com o apoio da Polícia Militar. Agentes estão fazendo rondas preventivas pelas ruas e praças da cidade para coibir aglomerações e verificar o uso de máscaras pela população.

Além da Praça Sete, a prefeitura já isolou outros pontos que tinham potencial de aglomeração para a prática de esportes e lazer. A lista inclui as praças do Papa, da Liberdade, da Assembleia, JK. Além dos pontos turísticos Lagoa Seca, Mirante Garças e Mirante Sabiá, ambos na Pampulha.