A lavagem de mãos em excesso e aplicação constante de álcool 70% pode provocar, em algumas pessoas, a dermatite de contato ou piorar uma situação já existente, como no caso da dermatite atópica. “Neste período, a maior causa da dermatite de contato é a lavagem em excesso, que retira a camada de gordura natural da pele que a deixa hidratada. A dermatite atópica já é uma pele ressecada naturalmente por ter menor quantidade de lipídios, gordura para a proteger. Então, com as medidas de lavar mais as mãos, se a pessoa esquecer da hidratação, que já faz parte do seu tratamento, vamos ver uma piora do quadro”, explica a médica dermatologista Lígia Colucci.

Leia mais:

Hidratação é essencial: mãos sofrem com lavagem constante e excesso de álcool em gel

Novo 'hit' fashion: máscaras são objeto de ações solidárias pelo mundo

Faça uma máscara com máquina de costura ou agulha e linha; confira o molde

SPA em casa: rotina de beleza pode amenizar o estresse do isolamento e elevar a autoestima