Enquanto diversas áreas de Belo Horizonte e Região Metropolitana ainda se recuperam dos estragos deixados pelo temporal registrado no fim da tarde de terça-feira (29), a Defesa Civil da capital mineira já alerta para a possibilidade de novas pancadas de chuva na tarde desta quarta-feira (30). Às 15h15 o órgão voltou a emitir um novo alerta, desta vez, para o risco de granizo. 

O alerta de chuvas, válido até as 8h de quinta-feira (31), avisa que as precipitações podem vir acompanhadas de raios e rajadas de vento. Em diversas regiões, os alagamentos deixaram pessoas ilhadas em carros, vans e ônibus, mas, felizmente, ninguém se feriu durante a tempestade. Confira o que fazer caso se encontre cercado em seu veículo durante uma enchente.

Para se ter ideia da proporção da chuva de terça, somente entre as 14h50 e a manhã desta quarta, 51 ocorrências foram atendidas pela Defesa Civil. Já o Corpo de Bombeiros contabilizou ao menos 12 registros, tanto na metrópole quanto na Grande BH.

Somente na região Norte de Belo Horizonte choveu 99 mm, marca bem próxima da média histórica para todo o mês de outubro, que é de 104,7 mm, conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).  

Um dos registros mais graves foi na avenida Tereza Cristina, na região Oeste, divisa com Contagem. Lá, a via foi interditada após o córrego Ferrugem transbordar. Pessoas ficaram ilhadas em carros e motos. 

No bairro Bonsucesso, região do Barreiro, um muro desabou e soterrou um idoso de 65 anos, que ficou preso entre os escombros da estrutura e um carro. O resgate do homem durou cerca de duas horas. Ele foi levado para o hospital, mas o estado de saúde não foi informado.

Nem a Cidade Administrativa, no Serra Verde, em Venda Nova, escapou. O subsolo do prédio Minas ficou completamente alagado. Próximo dali, a avenida Vilarinho chegou a ser interditada devido ao risco de inundação. Em novembro do ano passado, três pessoas morreram na via após uma tempestade.

Em Contagem, no bairro Tropical, parte do teto de uma casa caiu, mas não houve feridos. Também na cidade, vários veículos ficaram ilhados na avenida Francisco Firmo de Matos, no Eldorado. 

Confira algumas dicas da Defesa Civil de BH: 

- Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos e perto de córregos e ribeirões no momento de forte chuva.

- Não atravesse ruas alagadas ou deixe crianças brincando na enxurrada e nas águas dos córregos.

- Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores.

- Atenção especial em áreas de encostas e morros.

- Jamais se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199).

- Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água avise imediatamente a Defesa Civil (199).

- Em caso de raios: não permaneça em áreas abertas e altas, não use equipamentos elétricos.

Leia mais:
Após inundação nesta terça, elevadores são religados na Cidade Administrativa
Contagem registrou 28 pontos de alagamentos de vias durante temporal
Aplicativo mudou rota de motoristas durante o temporal, evitando mais estragos