Enquanto enfrenta uma verdadeira guerra para combater a pandemia do novo coronavírus, Belo Horizonte também batalha para conter o avanço da dengue. Até o momento, a doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti fez 2.202 vítimas na capital mineira.

O alento é que, este ano, até a última sexta-feira (9), nenhuma morte pela enfermidade havia sido confirmada. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), que informou que 4.546 notificações da doença estão sendo investigadas.

dengue
Mosquito já infectou mais de duas mil pessoas na capital mineira

De acordo com levantamento do órgão, a regional Leste é a que registra o maior percentual de casos confirmados: 522 no total. Venda Nova e a região Nordeste aparecem em seguida, com 376 e 366, respectivamente. Na outra ponta, com menos registros, estão Barreiro (189), Centro-Sul (146) e Noroeste (118).

O balanço da SMSA também trouxe os casos confirmados de mais duas doenças transmitidas pelo Aedes. Até o momento, nove registros de chikungunya foram confirmados em BH, sendo que outros 33 continuam sob investigação. Na capital, uma pessoa contraiu zika e oito notificações da enfermidade permanecem em análise.

Leia mais:

Minas registra mais de 56 mil casos de dengue em 2020