Dois homens, de 18 e 31 anos, foram presos suspeitos de atear fogo em ônibus no Jardim Vitória, região Nordeste de Belo Horizonte. Na semana passada, dois coletivos foram incendiados no bairro. Depois dos ataques, outros quatro veículos do transporte público também foram queimados por criminosos na região metropolitana.

Todos os casos estão sendo investigados e, por causa da escalada da violência, a Polícia Militar montou uma operação para conter os crimes. Foi durante a ação que os militares receberam denúncia anônima sobre a dupla. Conforme o informante, os ataques no Jardim Vitória teriam sido ordenados por um traficante que utilizava um imóvel, no bairro Bela Vitória, para comercializar entorpecentes. 

Aos policiais, o informante contou que no dia do ataque, viu o traficante saindo da residência com um galão nas mãos. No local indicado, um suspeito foi preso com 49 pedras de crack, um rádio comunicador e R$ 89 em moedas. Uma chave também foi apreendida. Testemunhas que pediram anonimato informaram sobre outro local ,que também seria usado como ponto do tráfico de drogas.

Os militares, então, foram até a casa. Lá, encontraram um galão com substância semelhante a gasolina, dez barras de maconha, uma submetralhadora escondida debaixo de um colchão e outra debaixo de uma caixa d'água, além de um rádio comunicador.

Um homem que estava próximo observando a movimentação, e gritou "azul" quando os militares chegaram, foi detido. A ocorrência foi registrada na Central de Flagrantes (Ceflan) 1 e a suposta participação da dupla nos ataques será investigada pela Polícia Civil.

Ataques

A onda de ataques contra coletivos começou no dia 9, quando um ônibus foi incendiado no bairro Jardim Vitória. No dia seguinte, outro veículo foi queimado no mesmo bairro. No sábado, um ônibus foi destruído pelo fogo no Jardim Felicidade e, na última terça-feira (15), o ataque ocorreu em Vespasiano.

Na noite de quarta-feira (16), outro ônibus foi queimado em Ribeirão das Neves. Por causa da escalada da violência, a circulação dos ônibus foi afetada nas estações São Gabriel, Vilarinho e Venda Nova, que fecharam mais cedo.

Leia mais:
Grande BH tem 5º ônibus incendiado em oitavo dia de ataques de criminosos