Dois homens vestidos de branco se passaram por agentes de saúde, entraram na residência de uma idosa, viúva de um policial civil, e roubaram a arma do falecido, no bairro Tirol, na região do Barreiro, na tarde desta sexta-feira (22). A mulher não ficou ferida.

De acordo com a Polícia Militar, a senhora relatou que os criminosos bateram à porta da residência dela, se apresentando como funcionários da saúde. Ela abriu o portão e foi surpreendida com o comportamento da dupla, que exigiu que ela entregasse a arma de fogo, de propriedade do marido, que faleceu recentemente. 

Segundo a idosa, os homens a ameaçaram, simulando estarem armados, mas não apresentaram nenhuma arma à vítima. Após encontrarem o item em um móvel da casa, os homens fugiram em um Ford Fiesta de cor prata. Segundo a PM, não há câmeras no local para ajudar na identificação dos indivíduos.

A idosa ainda afirmou que não reconheceu os homens, mas eles sabiam que havia uma arma no local. Os militares fizeram diligências mas, até a noite desta sexta, a dupla não havia sido encontrada. 

Golpes durante a pandemia

Na semana passada, a Prefeitura de Belo Horizonte fez um alerta sobre possíveis golpes que podem ser praticados por pessoas se passando por agentes de saúde. A administração pública alertou que não realiza testes para a detecção de Covid-19 em casa sem marcação prévia.