Edifício JK é provisoriamente tombado como patrimônio cultural de BH

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
16/12/2021 às 12:00.
Atualizado em 29/12/2021 às 00:33
 (Valéria Marques/Hoje em Dia)

(Valéria Marques/Hoje em Dia)

Foi aprovado na tarde dessa quarta-feira (15) o tombamento provisório do Conjunto Habitacional Governador Juscelino Kubitschek, mais conhecido como Edifício JK ou Conjunto JK . A decisão foi tomada pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte (CDPCM-BH) no dia do aniversário de Oscar Niemeyer, arquiteto responsável pelo projeto.

“O tombamento assegurará a proteção definitiva desse patrimônio, que é um marco no desenvolvimento da cidade, tem consigo uma grande bagagem histórica e faz parte do cotidiano da população que vive e passa diariamente pelo hipercentro da cidade”, afirma o secretário municipal adjunto de Cultura, Gabriel Portela. Valéria Marques/Hoje em Dia / N/A

Conjunto histórico poderá ser tombado definitivamente em breve

Situado na rua dos Timbiras e na rua dos Guajajaras, ambas no Centro de BH, o conjunto foi listado em 2008 como potencial alvo de tombamento. Para que isso fosse possível, foi construído um dossiê que reforça o valor cultural e urbanístico da obra para a cidade. 

A deliberação referente ao tombamento provisório ainde será publicada no Diário Oficial do Município. A partir de então, o condomínio terá 15 dias para apresentar impugnação, e se não o fizer, uma reunião ordinária do Conselho deve deliberar o tombamento em definitivo do imóvel.

O conjunto JK foi encomendado pelo então governador de Minas, Juscelino Kubitschek, e integra a paisagem de BH desde os anos 1950. A construção é considerada parte importante da história da arquitetura na capital, tendo em vista que faz parte de uma lista de imóveis que marcaram o começo do processo de verticalização das residências em BH.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por