O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB) recebeu alta hospitalar, nesta sexta-feira (14), e já está de volta ao Batalhão do Corpo de Bombeiros, na região Centro-Sul de BH, onde cumpre pena por ter sido condenado no “mensalão mineiro”. A informação é da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap-MG).

Segundo a Seap-MG, Eduardo Azeredo passa bem e não necessita de cuidados especiais. O apenado deixou a unidade dos bombeiros na última terça-feira (11) para ser submetido a uma cirurgia de próstata no Hospital Mater Dei.

Desde o último dia 23 de maio, Azeredo está preso no Batalhão do Corpo de Bombeiros. Ele foi condenado, em segunda instância, por peculato e lavagem de dinheiro. Por ter sido chefe do poder executivo do Estado, ele foi autorizado pela Justiça a não usar roupas de presidiário e nem algemas.

Mensalão mineiro

O mensalão mineiro, conforme denúncia do Ministério Público, em 2007, consistiu em desvio de recursos de estatais mineiras, como a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e o, hoje extinto, Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge), para a campanha de Azeredo à reeleição em 1998, quando foi derrotado pelo ex-presidente Itamar Franco, à época no PMDB. Os desvios em benefício do tucano chegaram a R$ 3 milhões, segundo a acusação.

Leia mais:
Eduardo Azeredo deixa prisão para ser operado no Hospital Mater Dei