O Estado anunciou, nesta sexta-feira (26), uma modificação na metodologia de alimentação de dados de Covid-19 com os municípios, em um processo que deverá, segundo o governo, tornar o processo mais ágil e confiável. Devido à alteração, houve um acréscimo de seis mil casos confirmados da doença dessa quinta-feira (25) para esta sexta. Os casos, segundo o governo, estavam represados na comunicação entre os municípios e a SES.

Além disso, o Estado anunciou a distribuição de 98 respiradores para oito macrorregiões de saúde de Minas, como forma de estruturar os leitos de terapia intensiva nesses locais; e divulgou que, até o momento, 119.974 testes sorológicos rápidos da Covid-19 já foram aplicados em Minas. Do total, 16,83% resultou em casos positivos.

"Estamos ajustando nosso boletim para que fique mais fácil a comunicação do município com a Secretaria de Estado de Saúde (SES)", informou o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral. 

A mudança do formato de captação de dados deverá ser finalizada até a próxima semana. "Ainda temos alguns municípios que faltam nos informar prontamente, mas nós entendemos que, até semana que vem, estaremos trabalhando com dados muito atualizados e com informação praticamente instantânea", disse.

As informações foram repassadas durante coletiva na Cidade Administrativa nesta sexta-feira. De acordo com o gestor, a atualização na dinâmica de captação de dados sobre notificações, óbitos e ocupação de UTI's foi necessária após a identificação de uma dificuldade na comunicação com os municípios. 

"Esse esforço que nós fizemos, desde atualizar o boletim epidemiológico e também a criação do Escritório de Leitos, vai trazer algumas mudanças no sentido da informação que nós trazemos. Muitas vezes vocês vão ver novos dados, dados mais confiáveis, mais ágeis e com maior transparência, também", afirmou Amaral. 

Segundo o gestor, o Escritório de Leitos é um esforço da SES que permite potencializar o controle mais instantâneo da ocupação de vagas de terapia intensiva no Estado. Amaral explicou que o trabalho, que é alimentado pelos dados dos sistemas SUS Fácil e Mapa de Leitos, terá o complemento da busca ativa do Escritório. Ou seja, conforme o chefe da SES, uma equipe de profissionais entrará em contato com os hospitais para saber como está a lotação de leitos.

Distribuição de respiradores

No encontro, transmitido por videoconferência (assista aqui), o secretário de Estado de Saúde anunciou ainda a distribuição, nesta sexta-feira (26), de quase uma centena de respiradores para leitos de diversas macrorregiões de saúde. Segundo a pasta, os grupos de cidades Central, Jequitinhonha, Leste do Sul, Noroeste e Triângulo do Sul receberam, cada um deles, 10 equipamentos de respiração.

Já as macrorregiões do Vale do Aço, Leste e Sudeste também tiveram distribuição anunciada, com envio a partir deste sábado (27). Conforme o Estado, 21 respiradores irão para o Vale; 20 para a Leste e outros sete para a Sudeste. 

Testes rápidos

O governo de Minas também trouxe dados sobre a quantidade de testes rápidos para a identificação da Covid-19 já foram realizados em Minas. Conforme a administração estadual, os municípios mineiros já informaram à SES a aplicação de 119.974 testes sorológicos. "Desse número, 20.191 testes deram positivo, o corresponde a 16,83% do todo", afirmou Amaral.