Foi identificado pela Polícia Civil (PC) o homem que foi achado morto na rua dos Timbiras, no bairro Funcionários, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, nessa terça-feira (19). Thiago Alves Lúcio, de 33 anos, era dono de uma academia no mesmo bairro e foi Mister Minas Gerais 2015/2016, segundo informações das redes sociais da vítima. 

De acordo com a instituição policial, a causa da morte ainda não foi determinada, dependendo agora do resultado do exame de necrópsia. Porém, as investigações já estão a cargo do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Por enquanto, a polícia tenta descobrir se os ferimentos que ele tinha no rosto foram causados por alguém ou por uma queda da própria altura. 

THIAGO ALVES LUCIO
Thiago, de 33 anos, foi mister Minas Gerais 2015/2016 e era proprietário da academia Vigor Eletro Fit

Câmeras de segurança da região flagraram Thiago andando com um homem, ainda não identificado, cerca de cinco minutos antes de ser encontrado desacordado na via. 

Apesar da PC ainda não ter determinado a causa da morte, nas redes sociais, familiares do rapaz afirmam que ele foi vítima de latrocínio. "Meu primo foi cruelmente assassinado ontem no bairro Funcionários em um assalto", escreveu uma mulher. "Mataram meu primo, assaltaram ele e mataram com muita crueldade", disse um homem. 

Thiago foi sepultado na tarde desta quarta no Cemitério do Bonfim, em Belo Horizonte. 

O crime 

As informações do Boletim de Ocorrência (BO) da PM indicam que o primeiro acionamento aconteceu às 23h30 de segunda-feira (18), na rua dos Timbiras, onde pessoas acharam Thiago com sangramento na região da cabeça. Ele não portava nenhum documento e trazia nos bolsos apenas um celular e uma chave. 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas já era tarde. A perícia da PC fez os levantamentos iniciais e informou que não era possível constatar se os ferimentos foram causados por agressão ou pela queda da própria altura, sendo que somente a autópsia poderia determinar qual foi a causa da morte. 

Já nesta terça-feira (19), militares analisaram imagens de câmeras de segurança da região, verificando que em uma delas era possível vê-lo na companhia de outro homem por volta das 23h16, na esquina da rua Ceará com Timbiras. Em outra câmera, é possível ver o homem ainda com vida às 23h24, já próximo ao local onde ele foi achado. 

Ainda de acordo com a PM, o ponto onde a vítima foi localizada fica em um recuo de calçada. Por ser um local muito escuro, as câmeras de segurança não conseguiram mostrar o ocorrido. Além disso, a corporação notou que nos vídeos a vítima aparece carregando uma mochila preta, objeto que não foi encontrado junto ao corpo e pode ter sido roubado pelo possível suspeito. 

Leia mais:
Vídeo mostra que homem achado morto no Funcionários estava acompanhado poucos minutos antes
Justiça ouve cinco menores supostamente abusados por professor de escolinha de futebol na Pampulha
Quatro pessoas ficam ilhadas em casa inundada durante chuva; moradores culpam obra em córrego