A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) está com inscrições abertas para contratação temporária e emergencial de médicos que atuarão nos leitos de terapia intensiva destinados aos pacientes de Covid-19 do Hospital Júlia Kubitschek, em Belo Horizonte. São 31 vagas com salários de até R$ 9 mil.

As inscrições vão até 7 de junho. São nove vagas para generalistas, com carga horária de 12h e salário de R$ 3,5 mil, e nove para 24h semanais, com vencimentos de R$ 9 mil. Para os especialistas, são oferecidas 10 vagas para 12h (R$ 4.595) e três para 24h (R$ 9 mil).

Para essas vagas a Fhemig informa que aceita qualquer especialidade médica, devidamente registrada no Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRM-MG). Veja o edital completo aqui

Outros editais abertos

Além do chamamento emergencial para o Hospital Júlia Kubitschek, a Fhemig também tenta a contratação de profissionais de saúde para ao menos outras três unidades de saúde em Minas. São 28 vagas temporárias para trabalhadores que atuarão no Hospital Alberto Cavalcanti, em Belo Horizonte, na Casa de Saúde Santa Fé, em Três Corações, e no Hospital Regional Antônio Dias (HRAD), em Patos de Minas.

Na capital mineira, são oferecidas duas vagas para técnicos de enfermagem e uma oportunidade para enfermeiro generalista. As inscrições podem ser feitas até 11 de junho, neste link. A Casa de Saúde Santa Fé oferece uma vaga de 30h semanais para terapeuta ocupacional e as inscrições se encerram no dia 9 de junho. Clique aqui e confira o edital.

Já em Patos de Minas, a fundação mira a contratação de médicos especialistas, com preferência nas áreas de Infectologia, Terapia Intensiva e Clínica Médica. As inscrições se encerram nesta terça-feira (1º) e o edital está disponível neste link.

(*) Com informações da Agência Minas

Leia mais:
Mortes de crianças e adolescentes por Covid-19 chegam a 96 em Minas
Covid-19 já matou mais de 40.500 pessoas em Minas desde o início da pandemia
Com quase 6.800 mortes, maio é o segundo mês mais letal da pandemia em Minas