Os filhos da mulher de 47 anos que contraiu o novo coronavírus (Covid-19), sendo o primeiro caso confirmado da doença em Minas, não têm previsão de voltar às aulas. A vítima, moradora de Divinópolis, na região Centro-Oeste de Minas, estava na Itália e chegou a Belo Horizonte na última segunda-feira (2) com sintomas leves da doença, como coriza, mialgia (dores musculares) e sensação de mal-estar. Ela permanece em isolamento domiciliar. 

O Colégio Roberto Carneiro, onde os filhos da paciente estudam em Divinópolis, informou que antes mesmo de retornarem ao Brasil da Itália, os pais das crianças entraram em contato com a instituição e informaram que os filhos não iriam às aulas, seguindo os protocolos de exames necessários. 

Na última semana, eles receberam o conteúdo e os deveres por e-mail, telefone e vídeo conferência, o que será feito também ao longo desta semana. 

Confira, abaixo, o comunicado do colégio:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

NOTA DE ESCLARECIMENTO ⁣ Sobre as notícias veiculadas pela imprensa a respeito da confirmação de um caso de COVID - 19 em Divinópolis, o Colégio Roberto Carneiro vem a público esclarecer:⁣ ⁣ 1⃣ A escola teve conhecimento de que dois alunos, membros de uma família que estava em viagem para a Itália, estariam retornando ao Brasil no dia 02/03/20. ⁣ ⁣ 2⃣ Os pais, antes do retorno ao Brasil, contactaram a escola através da Coordenação de Ensino, comunicando que, após a viagem de volta, a família ficaria em casa e os filhos não iriam ao colégio, seguindo protocolo de exames necessário ao caso.⁣ ⁣ 3⃣ Na semana de 02/03/20 a 06/03/20, os alunos receberam todas as informações e tarefas pedagógicas por e-mail, telefone e vídeo-conferência e assim será feito também na próxima semana.⁣ ⁣ 4⃣ O Colégio Roberto Carneiro continua em contato telefônico permanente com a família, acompanhando o desenvolvimento do caso.⁣ ⁣ #SouRobertoCarneiro #covid19 #notadeesclarecimento

Uma publicação compartilhada por Colégio Roberto Carneiro (@sourobertocarneiro) em

Com a confirmação da paciente em Divinópolis, o número de pessoas infectadas pela doença no Brasil é de 25, segundo o Ministério da Saúde. No mundo, já são 109.242 casos, com 3.682 mortes em 101 países e territórios, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Leia mais:

Cientistas italianos buscam tratamento específico para coronavírus
Coronavírus obriga ações emergenciais em Minas