Foi aprovado nesta sexta-feira (8) um novo protocolo sanitário para as aulas presenciais em Minas. A medida foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), que aponta como principal novidade a autorização para ocupação de 100% das salas e dos demais espaços nos colégios e transporte escolar. O limite anteriormente permitido era de 50%.

As novas regras destacam que todos os estudantes podem comparecer às salas, desde que mantido o distanciamento de 90 centímetros (cm) nos ambientes. Além disso, o uso de máscara e todos os aparatos de higiene segue obrigatório em todas as instituições. Em Belo Horizonte, o retorno de 100% está marcado para o dia 18 deste mês.

O novo protocolo, que está na quinta edição, ainda libera o compartilhamento de objetos como computadores e eletroeletrônicos e extingue a chamada "quarentena" para os livros após devolução nas bibliotecas.

Segundo o governo do Estado, as alterações já estão valendo e cabe às instituições de ensino promover adequações necessárias para a implementação das medidas. Para a coordenadora do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS-Minas), Eva Lídia Arcoverde, vários fatores influenciaram nessa alteração do protocolo.

“O cenário epidemiológico apresenta hoje alguns fatores importantes como a vacinação dos trabalhadores da educação e da população em geral, a aplicação dos imunizantes junto aos adolescentes de 12 a 17 anos, a redução da incidência de casos, óbitos e internações, inclusive com queda das taxas de ocupação de leitos. São aspectos que nos fazem ponderar sobre os benefícios de maior presença de alunos em ambiente escolar, tendo em vista os prejuízos psicossociais e cognitivos causados pela pandemia”, explica.

Leia mais:
Após nove dias acima de 1, taxa de transmissão da Covid volta ao nível verde em BH
Defesa Civil de BH alerta para feriado com muita chuva e ventos fortes a partir desta sexta-feira