As projeções feitas pela equipe técnica do governo de Minas Gerais estimam que 2.500 pessoas infectadas com a Covid-19 estarão internadas no auge da epidemia, previsto para o dia 15 de julho. 

“Nós entendemos que neste mês é possível termos até 2.500 casos que necessitem de internação. Sendo assim, com as medidas que tomamos de isolamento (social), retorno para a onda verde (do programa Minas Consciente) e as conversas por videoconferências que tivemos com todos os prefeitos e secretários municipais de saúde no Estado no último mês, entendemos que as projeções devem estar próximas do que deve ser a realidade”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

De acordo com o boletim epidemiológico da pasta estadual, são 50.707 casos confirmados de Covid até o momento. Neste momento, 19.179 casos confirmados de Covid são acompanhados no Estado. Minas já registrou 1.059 óbitos por causa da doença.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou que está alterando a metodologia de cálculo da taxa de ocupação de leitos com o objetivo de dar ainda mais transparência aos dados divulgados. Afirmou também que, na última sexta-feira (26), foi ampliado o escopo de atualização do Boletim Epidemiológico para que fiquem mais próximos da realidade, abrangendo mais informações estatísticas.

Sobre a ocupação de leitos, a secretaria informou que trabalha internamente para unificar os sistemas de gerenciamento de leitos (SUS Fácil, CNES e Credenciamento Estadual) e ter uma compreensão ainda melhor da realidade dos hospitais em Minas Gerais.

Leia Mais:
Com 52 óbitos, Minas tem recorde de mortes em 24h e passa de 50 mil infectados pela Covid-19
Internações em UTI por Covid-19 sobem 138% em BH; especialistas temem colapso
UFMG será um dos centros de testes da vacina contra o coronavírus em humanos