Onze anos após a perda de 300 mil vidas após um terremoto, o Haiti voltou a sofrer um abalo sísmico na manhã deste sábado (14). Dessa vez, o registro foi em magnitude 7,2, conforme informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). Ainda não há informações de vítimas.

De acordo com agências internacionais, o sismo ocorreu às 8h30 locais (9h30 no Brasil), com hipocentro de 10 quilômetros de profundidade. O tremor foi sentido em todo o território haitiano, com danos materiais já contabilizados em algumas cidades.

Além disso, o USGS alertou para a possibilidade de tsunami e de que o terremoto tenha causado "grande número de vítimas". Minutos após o abalo, um tremor secundário foi registrado a 17 quilômetros da cidade de Chantal, com magnitude 5,2. O sismo chegou a ser sentido, por alguns segundos, na capital, Porto Príncipe, a 130 quilômetros do epicentro.

Em 2010, o Haiti foi devastado por um terremoto de magnitude 7 na escala Ritcher. Cerca de 300 mil pessoas morreram e outras 300 mil ficaram feridas. Por fim, 1,5 milhão de cidadãos ficaram desabrigados. O abalo foi considerado o quinto mais grave da história mundial.

Leia mais:
Manifestantes pedem mais atenção para acidentes com animais em rodovias de BH e região
Orquestra Mineira de Rock traz mix de sucessos em show no Palácio das Artes neste sábado
Indígenas afetados em rompimento em Brumadinho receberão pagamento único da Vale