Um homem foi dopado e agredido na noite desta terça-feira (13) em Itaguara, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A vítima teve um líquido injetado no pescoço, desmaiou e acordou com ferimentos e uma suástica, símbolo nazista, desenhado na testa. 

No relato à Polícia Militar, o homem, de 48 anos contou que quatro suspeitos participaram do ataque, e todos eram brancos, com olhos claros e tinham uma suástica tatuada no pescoço. A vítima ainda revelou que, na quinta-feira (8), os mesmos suspeitos o perseguiram no centro da cidade, e direcionaram vários xingamentos, como “porco gordo gay”. Ele avistou uma viatura policial e correu até o veículo. Na ocasião, não fez um boletim de ocorrência. 

De acordo com a PM, os militares foram chamados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que fizeram o atendimento à vítima. Ele foi levado à Santa Casa de Misericórdia de Itaguara para suturas nos ferimentos. 

Na ocorrência, o homem contou que estava na porta de casa quando os quatro suspeitos apareceram e entraram. Lá dentro, injetaram um líquido no pescoço usando uma seringa. Quando ele acordou, viu manchas de sangue no chão, e percebeu que estava com um corte nas costas. Além da suástica desenhada na testa, os suspeitos escreveram “da próxima você morre” em seu peito. 

A vítima comunicou que não conhece nenhum dos acusados. 

A PM informou que a investigação foi passada para a nona delegacia da Polícia Civil de Itaguara. 

Leia mais:

Ex-funcionária de fast-food obrigada a comer sanduíches será indenizada em R$ 6 mil em BH
Avião usado pelo tráfico em Minas será leiloado nesta quarta
Minas registra 199 óbitos e mais de 7 mil casos de Covid-19 em 24 horas