"Você não quer dar de mamá para mim no seu peitinho, porque não tem leite (sic)". Essa frase, dita a uma adolescente de 17 anos que andava na rua com um bebê em um carrinho, levou um homem de 34 anos a ser esfaqueado e morto na cidade de Itajubá, no Sul de Minas Gerais. O suspeito é o namorado da menor, de 22 anos, que resolveu tirar satisfação após saber do assédio que a companheira sofreu.

A Polícia Militar (PM) foi chamada na rua Anardino de Souza, no bairro Santos Dumont, por volta das 23h30 de sábado (28). Lá, a namorada do jovem contou que, mais cedo, por volta das 18h, ela passava empurrando o carrinho a caminho da casa de sua mãe quando, próximo à ponte do bairro, foi abordada pelo homem que passou a assediá-la.

Quando chegou no imóvel da familiar, a adolescente contou o que havia ocorrido para a mãe e, também, para o namorado. Já no fim da noite, o companheiro da menor fazia um churrasco para comemorar o seu aniversário quando, o homem que a assediou foi visto perto da casa. O jovem então resolveu tirar satisfação, o que acabou gerando uma briga entre os dois.

Armado com um faca, o namorado da garota atingiu o tórax do autor do assédio, que foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até o Hospital das Clínicas, porém, já chegou ao local sem vida.

Namorado fugiu e ainda não foi preso

Após esfaquear o homem, o suspeito fugiu levando a faca usada no crime. Ainda de acordo com a PM, ele só deixou o chinelo no local, tendo sido recolhido pelo perito da Polícia Civil (PC) que fez os levantamentos iniciais.

Procurada nesta segunda-feira (30), a PM de Itajubá informou que as buscas pelo rapaz seguem sendo feitas, porém, até o momento não há qualquer notícia sobre o seu paradeiro. 

O homicídio será investigado pela Delegacia da cidade. 

Leia mais:
Irmão tenta defender adolescente de assédios de pedreiro e acaba apanhando
Após 4 meses de internação, morre mulher agredida por reagir a cantada
Suspeito de matar e queimar corpo de homem por ciúmes é preso em Caratinga