Quinze dias depois da apreensão de mais de 250 pássaros na BR-040, em Sete Lagoas, na região Central de Minas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) resgatou mais 36 aves silvestres na mesma cidade, na madrugada desta quinta-feira (7). Um homem foi preso.

De acordo com a PRF, três araras canindé, 22 papagaios, seis tucanos e cinco pássaros pretos estavam presos em caixas acondicionadas no porta-malas de um Renault Duster com placas de Belo Horizonte. 

A abordagem ao motorista do veículo ocorreu na altura do km 471 da BR-040. Durante a conversa, segundo a polícia, o homem, de 37 anos, demonstrou nervosismo e agitação, motivos que levaram os agentes a desconfiarem de que algo estava errado.

Ao ser questionado sobre os pássaros, o motorista declarou que recebeu as aves de um caminhoneiro de Três Marias, no Sul de Minas, com a missão de entregá-las a outro motorista em Ribeirão das Neves, na Grande BH. Pelo trabalho ilegal, o homem afirmou que receberia R$ 500,00. 

As aves recolhidas foram entregues, juntamente com o automóvel, para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O homem foi preso por tráfico e levado para a Delegacia de Polícia Civil de Sete Lagoas.

Leia mais:
Crime ambiental: três são presos com mais de 250 pássaros na BR-040