Para atrair a ex-namorada e tentar matá-la, um homem de 26 anos inventou que faria um piquenique com a filha deles, de apenas 3 anos, e acabou esfaqueando a mulher de 21 anos, na noite de segunda-feira (24), em Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais. A vítima sofreu um ferimento no pescoço e se fingiu de morta para dar fim ao ataque do suspeito. 

A Polícia Militar (PM) foi acionada ao Hospital Samuel Libânio por volta das 19h. A vítima contou que o ex-companheiro disse que estava fazendo um passeio com a filha e a teria convidado para um piquenique em uma quadra do bairro Santa Bárbara. O homem disse ainda que tinha um presente para a vítima, que seria um celular.

Apesar de estarem separados, ainda conforme a PM, os dois mantinham um bom relacionamento e, por isso, ela aceitou e foi até o local. Entretanto, quando chegou e não viu a criança, a mulher virou as costas e foi agarrada pelo suspeito, que colocou uma faca em seu pescoço, afirmando que iria matá-la.

Ainda no relato aos militares, a vítima disse ter colocado a mão entre o pescoço e a faca, evitando que o golpe dado fosse fatal, desmaiando logo em seguida. De acordo com a PM, a mulher disse ainda acreditar que a tentativa de feminicídio ocorreu por ele não aceitar o fim do relacionamento. 

Suspeito segue foragido

Os policiais iniciaram imediatamente um rastreamento pelo autor do ataque, que não havia sido preso por nenhum crime até então, entretanto, até a tarde desta terça-feira (25), ele não havia sido encontrado. Entretanto, durante as buscas, a filha do casal de 3 anos foi achada na casa do homem, sozinha, após o avô abrir as portas da residência para os militares. 

Na hora do crime, a vítima foi localizada caída em um pasto por vizinhos, na rua Sebastião Fagundes, que estancaram o sangue com toalhas e acionaram o Corpo de Bombeiros. Ela foi levada para a unidade de saúde com um corte no pescoço e outro na mão. Nesta terça-feira, após levar pontos nos cortes, a mulher acabou recebendo alta do hospital e já estaria em casa. 

Em entrevista ao portal local Terra do Mandu, os bombeiros que socorreram a vítima contaram que ela disse ter se fingido de morta após sofrer o primeiro corte, conseguindo evitar novos golpes do ex-companheiro. 

Leia mais:
Homem é preso após confessar ter matado a mulher esganada por suposta traição
Mulher é internada em estado grave após ser espancada com um bastão pelo ex-marido
Seis a cada dez mulheres assassinadas em Minas em 2017 eram negras