Um homem suspeito de matar a ex-enteada, de 19 anos, no Dia das Mães do ano passado, no Morro do Papagaio, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, é julgado nesta quarta-feira (13), no Fórum Lafayette, no Barro Preto, na região Centro-Sul da capital.

De acordo com a assessoria do Fórum, o acusado, de 39 anos, chegou ao Primeiro Tribunal do Júri às 9h50. O julgamento, comandado pelo juiz Daniel Leite Chaves, teve início 40 minutos depois, com o sorteio dos jurados do Conselho de Sentença - seis mulheres e um homem.

Já a oitiva das cinco testemunhas previstas começou por volta das 11h20. Às 12h30, o julgamento ainda estava em curso, sem previsão de término.

Conforme a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o suspeito cumpre pena no Presídio de Ribeirão das Neves II (José Martinho Drumond), na Região Metropolitana de Belo Horizonte, desde 29 de maio de 2020.

Antes disso, ele estava preso no Centro de Remanejamento Provisório de Belo Horizonte (Ceresp - BH), desde 12 de maio de 2020. 

O caso

Segundo a Polícia Militar, o crime ocorreu em 10 de maio de 2020. A vítima, que não residia com a mãe, foi até a casa para comemorar o Dia das Mães. Em determinado momento, a jovem estava no sofá, quando o ex-companheiro da mulher surgiu por trás dela e cortou o pescoço da vítima com um facão.

À PM, a mãe da vítima relatou que estava no banheiro, dando banho em um filho pequeno, quando tudo aconteceu. Ela informou aos militares que não escutou discussão entre ambos.

Ainda conforme a mulher, o suspeito e a filha não tinham uma boa relação e, por causa disso, a jovem foi morar com a avó, na região do Barreiro. Eles foram casados por 10 anos e, apesar de estarem divorciados há dois, moravam na mesma casa.

Na véspera do Dia das Mães, o suspeito já havia ameaçado a mãe da jovem. Ele teria dito que a mulher teria uma "grande decepção" no dia seguinte.

O corpo da jovem foi encontrado no local, juntamente com o facão, que teria sido usado no crime.

Leia mais:
Caminhão carregado de milho pega fogo na BR-040, em João Pinheiro
Mais de 600 mil seringas já foram distribuídas no Sul de Minas para vacinação contra a Covid-19
Ford: Como fica a situação de quem tem carro da marca, com fechamento das fábricas?