Outra suspeita de sarampo causou transtornos em mais uma unidade de saúde em Belo Horizonte, nesta quarta-feira (4). O pronto atendimento infantil do Hospital Vila da Serra, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, precisou ficar fechado por algumas horas após um paciente, que já teve alta, apresentar sintomas da doença.

A administração do hospital confirmou a suspensão do atendimento, conforme as recomendações do Ministério da Saúde. “O protocolo de segurança foi colocado em prática para evitar infecção cruzada e o caso suspeito já recebeu alta. O atendimento se encontra normalizado”, diz o comunicado.   

Nas últimas duas semanas, conforme a Secretaria Municipal de Saúde, mais de 30 unidades tiveram o funcionamento interrompido temporariamente diante da suspeita da doença. Os últimos casos ocorrem nessa terça-feira (3) nos centros de saúde Jardim Comerciários, em Venda Nova; Havaí, na região Oeste; Waldomiro Lobo e Conjunto Paulo VI, na zona Norte. 

Em apenas uma semana, os casos suspeitos aumentaram mais de 40% em Minas, passando de 55 para 78. Em Belo Horizonte, há dois casos confirmados e 44 permanecem sob investigação. Minas Gerais tem quatro casos de sarampo confirmados este ano e mais um registro da doença em Juiz de Fora, na Zona da Mata, deve entrar no próximo boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES) que será divulgado na próxima sexta-feira (6). 

sarampo

 

Leia mais:
Mais um caso de sarampo é confirmado no Estado; adolescente de Juiz de Fora é nova vítima da doença
Outros quatro centros de saúde e duas UPAs são fechadas por suspeita de sarampo em BH
Caso suspeito de sarampo fecha Ipsemg, mas doença é descartada e unidade reaberta