Além dos quatro casos de sarampo já confirmados em Minas Gerais este ano, um registro recente da doença em Juiz de Fora, na Zona da Mata, deve entrar no próximo boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta sexta-feira (6). Trata-se de um caso "importado" que já foi confirmado pela Secretaria de Saúde de Juiz de Fora.

Segundo o órgão, o paciente é um adolescente de 16 anos, morador do bairro Novo Horizonte, que tinha somente uma dose da vacina tríplice viral registrada em sua caderneta de vacinação. Durante a investigação, foi constatado que o garoto teve contato com parentes que residem em São Paulo, onde há surto da doença. Uma amostra de sangue foi enviada para a Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte, e o resultado acusou positivo. 

Diante da confirmação, uma equipe do setor de imunização da Secretaria Municipal de Saúde realizou o bloqueio vacinal na sala de aula onde o adolescente estuda. Após avaliar as cadernetas de vacinação dos alunos, foi necessário vacinar quatro estudantes e quatro funcionários da escola. 
Conforme dados do setor de imunização, na última campanha contra o sarampo na cidade, realizada em 2018, a cobertura vacinal atingiu a taxa de 95,68%. 

Suspeita

Há ainda, na cidade, outro caso suspeito da doença que deve se confirmar nos próximos dias. Trata-se de uma garotinha de 1 ano e 9 meses, moradora do bairro Morro da Glória, com somente uma dose da vacina tríplice viral registrada em sua caderneta de vacinação. O caso ainda está em investigação e uma amostra de sangue foi colhida e enviada para a Funed. 

Casos em investigação crescem no Estado 

O último balanço do sarampo realizado pela SES-MG mostrou que, em apenas uma semana, os casos suspeitos da doença aumentaram em mais de 40% no Estado, passando de 55 para 78. Destes, além do caso de Juiz de Fora, pelo menos outros cinco registros devem ser confirmados no próximo balanço, conforme adiantou a pasta. São eles oriundos dos municípios de Viçosa, Uberlândia, Passos, Itaúna e também em Jundiaí, no Estado de São Paulo, mas no qual o paciente foi atendido na capital mineira. 

Oficialmente, até então, a SES-MG confirma quatro casos da doença em Minas. O primeiro foi de um italiano, residente em Betim, com histórico de viagem recente à Croácia e à Itália entre dezembro de 2018 e janeiro deste ano. O segundo caso é de um jovem de 25 anos, morador de Contagem e que saiu de Trindade, em Pernambuco no fim de janeiro. 

Os outros registros confirmados são de uma criança de 1 ano, moradora de BH, que foi vacinada em novembro passado e apresentou os sintomas em fevereiro deste ano, e uma adolescente de 13 anos, também moradora da capital mineira, que esteve em Porto Seguro, na Bahia, e em Almenara, no Vale do Jequitinhonha em janeiro. Ela é portadora de Lúpus. 

sarampoClique para ampliar

 

Leia mais:

Outros quatro centros de saúde e duas UPAs são fechadas por suspeita de sarampo em BH
Pacientes especiais têm calendário de vacinação atualizado
Pesquisa aponta variação de 156% no preço de vacinas em BH; veja valores
Vacinas estão entre os assuntos mais comuns das fake news desmentidas pelo Ministério da Saúde
Após falta de vacina contra o sarampo na Grande BH, Minas recebe 146 mil doses extras da tríplice
Falta de vacina Pentavalente no SUS deixa bebês vulneráveis a cinco doenças