A pandemia do novo coronavírus continua afetando drasticamente a vida dos belo-horizontinos. Após as medidas radicais tomadas pelo prefeito Alexandre Kalil, que determinou o fechamento de shoppings, bares, restaurantes e academias, agora é a Arquidiocese quem modificou os rituais da igreja católica para evitar a proliferação da Covid-19.

A partir de agora, todas as missas e reuniões estão suspensas, pelo menos até o próximo dia 12. A medida afetará as celebrações da Semana Santa, que também terão canceladas as procissões, sermões, vias sacras e dramatizações da paixão.

Até então, ficam mantidas as missas da Ceia do Senhor - mas sem o rito do Lava-pés - e a Paixão do Senhor, mas sem o rito do beijo na cruz. "Neste dia, os que não forem à celebração na igreja, podem celebrar em casa, às 15h, a Palavra de Deus, com as leituras bíblicas do dia, utilizando o evangelho da paixão abreviado, e poderão fazer também a adoração da cruz e a Oração Universal ou acompanhar o momento de espiritualidade pelos meios de comunicação", detalhou a Arquidiocese por meio de nota.

Igreja Nossa Senhora da Boa ViagemArquidiocese de BH anunciou uma série de medidas para conter à Covid-19

Os batizados também terão que ser remarcados de agosto em diante. Com relação aos casamentos agendados até julho, a Arquidiocese sugere que sejam adiados e realizados após agosto. "Redimensionar a quantidade de pessoas convidadas para os casamentos que não puderem ser adiados, por meio de uma conversa pessoal dos párocos com os noivos, de modo que as pessoas se disponham espaçadamente dentro da igreja. Com outras palavras, determinar quantas pessoas poderão participar da celebração do matrimônio", recomendou a igreja católica para os matrimônios que não forem cancelados.

Durante o período, a Arquidiocese recomenda que os fieis assistam as missas por meio da TV. "Olhar e cuidar com atenção dos idosos e pessoas mais vulneráveis de nossas comunidades, amparando os mais pobres por auxílios materiais necessários, por meio de uma sólida rede de solidariedade em cada paróquia", recomendou.

Clique aqui e confira todas as recomendações.

Leia mais:
Especialistas afirmam ser impossível parar todos os serviços em uma cidade
Quarentena muda rotina de BH, mas necessidade leva várias pessoas às ruas
Shows cancelados deixarão produtores sem receita por até seis meses